04/12/2017 - BELEZA

Conheça os fios que prometem substituir a plástica facial


 

Fios de sustentação – sutura silhouette. O que é isso?

No processo de envelhecimento facial, ocorre a perda do colágeno e flacidez dos tecidos de sustentação da face, com consequente queda da maçã do rosto, formação do bigode chinês, deslocamento da gordura para baixo dando aspecto de “buldogue” e perda do contorno da mandíbula.

Esse processo está no início por volta dos 35 a 45 anos, onde a flacidez é leve, e é bem possível melhorar essa queda, através dos fios de sustentação facial.

Os fios de sustentação mais indicados são os absorvíveis ( fios de ácido polilático ) – fio de sutura silhouette. São biologicamente compatível, dessa forma não provocam  rejeição e não migram.
 


Procedimento do implante do fio no rosto

O implante dos fios de sustentação é feito em consultório médico com anestesia local, sem necessidade de internação.

Os fios da face ficam alojados na camada de gordura, não causando ondulações na face e nem são visíveis ou palpáveis.

Em média são colocados 4 a 8 fios na face a depender da  flacidez. A elevação do tecido flácido é observada de imediato, sendo que o resultado final é alcançado num prazo de 40 a 60 dias que é o período de acomodação dos fios nos tecidos.

Todos os fios induzem a formação de colágeno em volta deles, dando um efeito adicional de sustentação em até 6 meses.

 

Durabilidade

Os fios permanecem no local de implantação e seu efeito é duradouro, e depende apenas da velocidade de envelhecimento de cada indivíduo. Sendo completamente absorvido em 18 meses. Por isso é tão seguro!!!!!

 

Cuidados pós-colocação dos fios de sustentação

- O paciente sairá com uma máscara de micropor e terá como objetivo conter a ginástica facial por 48 horas.

- Deve-se aplicar gelo no local nas primeiras 12 horas.

- Não se expor a calor excessivo.

- Não dormir de bruços.

 


Dra Ligia Maria Platzeck Estrella Alves – CRM/SP 138.052

Médica graduada pela faculdade de medicina de Presidente Prudente (FAMEPP/UNOESTE) , pós graduada emdermatologia pelo Instituto Superior de Medicina – Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais .

É membro efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia Clinico Cirúrgico  (SBDCC) e Sociedade Brasileira do Cabelo ( SBC).


Compartilhar:  

COMENTÁRIOS



VEJA TAMBÉM