19/12/2016 - INSS

Possíveis mudanças na previdência fazem brasileiro correr para se aposentar


 

Quando o comerciante Sebastião Pereira da Cruz, de 61 anos, descobriu que podia se aposentar, não perdeu tempo: pediu ajuda do sindicato, reuniu os documentos e deu entrada no INSS. Havia contribuído por 35 anos e três meses. "Até que saiu rápido. Quando vi que aumentaram as conversas sobre mudanças na aposentadoria, quis logo dar entrada. A gente nunca sabe como essas propostas vão passar. Dei entrada em julho, saiu em setembro. O difícil foi juntar aquela papelada."

A expectativa de mudanças nas regras para aposentadoria tem preocupado os contribuintes e ajudado a movimentar as agências da Previdência Social. Dados da instituição mostram que, de janeiro a outubro, houve cerca de 10% de alta no número de requerimento de todos os benefícios e de 16% nas aposentadorias concedidas.

No Brasil, o acumulado de pedidos de benefícios por idade, até outubro, é de 1,02 milhão, 39 mil a mais que no ano passado. Só no Estado de São Paulo, o total de requerimentos foi de 465,7 mil para 514,6 mil - 193 mil, por idade. Para especialistas, mesmo que o futuro segurado não seja afetado pelas mudanças, a desinformação contribui para que as pessoas se sintam inseguras e corram para pedir o benefício.

Para a presidente do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBDP), Jane Berwanger, o aumento na busca por atendimento acompanha todos os anúncios de mudanças na Previdência. Desta vez, o movimento é perceptível desde maio. "O contribuinte pensa que, se já tem direito, não há razão para esperar. Mesmo quem ainda não tem direito pelas regras atuais, vai às agências."

Parte do problema se deve ao modo como o governo anunciou as novas regras, no último dia 6, diz. "Para a população, dá uma impressão de descrédito, como se o governo tivesse esperado o ano inteiro para empurrar a reforma para o Congresso agora. Quantas vezes, durante o ano, foram apresentadas soluções distintas para uma mesma questão? Isso confunde."

"Essas mudanças bruscas assustam, porque é toda uma vida de contribuição e, quanto mais o tempo passa, maior é a ansiedade. A gente não confia, as mudanças que eles fazem sempre acabam prejudicando quem mais precisa", resume o motorista José Carlos Almeida, de 58 anos. "Para completar, os anúncios são muito confusos." Ele ainda terá de contribuir por mais cerca de seis anos, segundo especialistas em previdência ouvidos pelo Estado.

 

Fazendo contas

O medo de as regras mudarem antes da data agendada fez a fisioterapeuta Maria Aparecida dos Santos, de 45 anos, apressar a ida ao INSS. Informada em uma agência na zona leste de São Paulo de que tinha tempo de contribuição suficiente para se aposentar e que poderia voltar em dois meses, ela foi para casa mais tranquila.

Em São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, segurados ouvidos pela reportagem na primeira semana de dezembro só conseguiam marcar atendimento para abril. No Rio Grande do Sul, contribuintes diziam ter de aguardar até maio.

Com o fortalecimento das discussões em torno da reforma, quem está longe de se aposentar tem cada vez mais buscado alternativas complementares ao INSS. Em outubro, eram 12,9 milhões com planos de previdência privada aberta, segundo a FenaPrevi, federação do setor - 396 mil a mais que em 2015.

Segundo a instituição, a alta não deve ser totalmente atribuído às mudanças na aposentadoria, mas a reforma contribui para que mais gente busque a alternativa particular. A tendência é aumentar nos próximos anos.

Em nota, o INSS diz que, além da reforma, vale lembrar que há aspectos conjunturais a serem considerados na maior busca por atendimento, como as greves enfrentadas pela instituição e as mudanças legislativas, como a introdução da regra 85/95 nas aposentadorias. Além de a alta na concessão de benefícios acompanhar o crescimento do número de idosos do País. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

 

Fonte: Bonde


Compartilhar:  


VEJA TAMBÉM


19/05/2017 - Durante pronunciamento, Temer afirma que não irá renunciar


18/05/2017 - Prazo para inscrição no Enem termina nesta sexta-feira


18/05/2017 - Maconha entra na lista de plantas medicinais


16/05/2017 - Acidente de trânsito é a principal causa da morte de jovens, diz OMS


12/05/2017 - Saque de contas inativas do FGTS começa hoje para nascidos entre junho e agosto


09/05/2017 - Começa sexta saque de contas inativas do FGTS para nascidos entre junho e agosto


08/05/2017 - Em média, trabalha-se 25 dias para comprar um smartphone


04/05/2017 - Dia das Mães deve injetar cerca de R$ 14 bi em comércio e serviços


03/05/2017 - Boleto vencido poderá ser pago em qualquer banco a partir de julho


01/05/2017 - Quem não votou nas últimas eleições tem até amanhã para regularizar situação


28/04/2017 - Trabalhadores de várias categorias param hoje em todo o país


25/04/2017 - País registrou queda no número de celulares e de TV por assinatura, diz Anatel


24/04/2017 - Quem não votou nas últimas eleições deve regularizar situação até 2 de maio


18/04/2017 - Idade mínima para aposentadoria das mulheres deve ser menor, diz relator


13/04/2017 - Previdência: idade na transição pode ser de 50 anos para mulher e 55 para homem


12/04/2017 - Caixa reduz juros do rotativo do cartão de crédito


11/04/2017 - Procon-SP aponta variação de até 106,57% em ovos de Páscoa


11/04/2017 - Inep libera hoje os espelhos da correção do Enem 2016


10/04/2017 - Inep publica edital do Enem; taxa de inscrição será de R$ 82


07/04/2017 - No Dia Mundial da Saúde, OMS alerta sobre depressão


06/04/2017 - Estupro pode se tornar crime imprescritível


20/03/2017 - Com a crise, fiado volta a ganhar força


20/03/2017 - Estudantes podem concorrer a partir de hoje a vagas não preenchidas do Fies


18/03/2017 - Sabor ruim denuncia a carne vencida, que causa enjoo e diarreia


14/03/2017 - Candidatos na lista de espera do ProUni devem comprovar informações até esta terça


11/03/2017 - Número de cesarianas cai pela primeira vez no Brasil


09/03/2017 - Mais de 500 mulheres são agredidas por hora no Brasil, mostra pesquisa


06/03/2017 - Número de mulheres que são mães após os 40 anos cresce 49% em duas décadas


03/03/2017 - TV por assinatura perde clientes no país


02/03/2017 - Contribuintes podem entregar declaração do Imposto de Renda a partir de hoje