04/12/2017 - ARTIGO

Educar com fome


Educar com fome corrobora para alunos desinteressados e uma nação cada vez mais subdesenvolvida.

 


 

Para muitas crianças que saem de casa sem o almoço, a merenda escolar é a única refeição do dia. Esta situação foi evidenciada através daquela criança de 8 anos que desmaiou de fome numa escola no Distrito Federal. Ofereciam apenas suco e bolacha, ao invés do cardápio exigido pelo Programa Nacional de Alimentação Escolar. Segundo especialistas, esta situação se repete em muitas outras escolas pelo país.

Segundo o Correio Braziliense, a família desta criança vive com R$ 946,00 mensais. São aproximadamente 10 pessoas, num imóvel de 46 m2 e os irmãos menores estão sem creche. A aflição desta família deixa claro que as políticas de  transporte, alimentação e habitação precisam ser revistas no Distrito Federal e provavelmente em muitas outras cidades pelo país. Ante esta situação está a falta de fiscalização na aplicação do dinheiro da merenda escolar. São mais de R$ 4 bilhões anuais que deveriam ser revertidos em refeições de qualidade.

Em 2017, a Controladoria Geral da União identificou diversas falhas no controle da aplicação do dinheiro da merenda escolar e quadrilhas especializadas no desvio do dinheiro público. Para se ter ideia, há diversas prestações de contas de estados e municípios sem análises. O resultado nós já conhecemos: merenda fraca e cara.

A diretora de creche Patricia Matias Almeida, Palmas -TO e a professora Roberta Rodrigues Pereira, Campina Grande – PB, em entrevista ao Jornal Hoje do dia 23 de novembro, relatam a sensação de impotência diante destes fatos. Contam sobre a frequência com que professores e funcionários, sensibilizados com a situação, fazem “vaquinha” para comprar algo para atender os olhares famintos das crianças.

Todos nós podemos ajudar! Ao perceber que há algo de errado na aplicação dos recursos destinados à merenda escolar, o cidadão pode procurar o ministério público mais próximo para registrar a denúncia. Esta é sigilosa e pode ser feita na sede mais próxima do Ministério Público ou pela internet. Por exemplo, no estado de São Paulo a denúncia pode ser feita no endereço “mpsp.mp.br” e em Santa Catariana “mpsc.mp.br” .

Felizmente há exceções. Resido em Martinópolis, estado de São Paulo onde, minha esposa é educadora a mais de 10 anos no município. Os relatos que ouço dela quanto à merenda escolar são os melhores. Refeições diversificadas e de qualidade, com porções de frutas e legumes. Bem diferente das escolas noticiadas! Educar com fome corrobora para alunos desinteressados e uma nação cada vez mais subdesenvolvida.
 


Walter Roque Gonçalves
Consultor gerencial e financeiro de empresas, professor executivo da FGV/ABS  de Presidente Prudente | CRA 144.772 | Contato:(18)99723-3109 | consultoriaempresarialjk@gmail.com


Compartilhar:  


VEJA TAMBÉM


21/05/2018 - Univesp abre inscrições para o vestibular do 2º semestre


21/05/2018 - Carreta do Hospital do Câncer de Barretos estará em Paraguaçu na quarta-feira, dia 23


21/05/2018 - Ciclista é colidida por moto ao tentar atravessar a Avenida Galdino


21/05/2018 - Neblina atrapalha visão de motociclista e causa acidente em rodovia


19/05/2018 - Alunos do curso Técnico em Administração da Etec promovem capacitação em RH


19/05/2018 - Paraguaçuenses percorrerão 95 km em ultramaratona


19/05/2018 - Clínica de Unhas inaugura Spa para os pés em Paraguaçu


18/05/2018 - Maio Amarelo reforça movimento por segurança no trânsito, em Paraguaçu


18/05/2018 - Paraguaçu Paulista busca solução para o lixo


18/05/2018 - Trecho da Rua 15 de Novembro ficará interditado até 17 de junho


18/05/2018 - 18 de maio chama para combate à violência e exploração sexual de crianças e adolescentes


18/05/2018 - Mendes Thame destina R$ 150 mil para Santa Casa de Paraguaçu


18/05/2018 - 1ª Galinhada Beneficente já estão com convites à venda


18/05/2018 - Corpo de Bombeiro resgata lobo guará atropelado em estrada rural


18/05/2018 - Durante perseguição policial, homens jogam dinheiro e tijolo de maconha pela janela do carro


18/05/2018 - Homem é flagrado furtando certa elétrica da escola Dona Cota


18/05/2018 - Câmara aprova crédito para educação e obras


17/05/2018 - Polícia apreende tijolos de maconha e leva dois para a cadeia


17/05/2018 - Hoje tem encontro com 'Elas e Elas', na Biblioteca Municipal


17/05/2018 - Rua 15 de Novembro será interditada para recuperação da via em bloquete, nesta quinta-feira


16/05/2018 - Paraguaçuense é preso com mais de 3 mil maços de cigarros contrabandeados


16/05/2018 - CREAS trouxe reflexão sobre combate à violência e exploração sexual de crianças e adolescentes


16/05/2018 - A previsão é de frio e pouca chuva até o fim de semana


15/05/2018 - Autoescola Paraguaçu possui veículo adaptado para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida


15/05/2018 - Câmara recebe alunos de escola municipal 'Alexandrina Penna'


15/05/2018 - Agroterenas e Sindicato Rural Patronal abrem inscrições para cursos gratuitos


15/05/2018 - Restam 4 vagas para a oficina de cinema gratuita


15/05/2018 - 'Aprofunde seu Olhar' tem últimas apresentações hoje


14/05/2018 - Comunidade participa do lançamento do plano estratégico de turismo de Paraguaçu Paulista


14/05/2018 - Ao contrário do que diz boato, Força Tática da PM não vai ser extinta em Paraguaçu