04/05/2018 - RECUPERAÇÃO DA VIDA

Centro de recuperação em Assis já recebeu 600 animais neste ano

Fonte: G1 Bauru e Marília


Só neste ano, 600 animais foram socorridos. Em todo o ano passado foram 1,6 mil animais encaminhados para o local, 13% a mais que no ano anterior. Número de animais machucados preocupa especialistas.

 


Quatro filhotes de onça parda seguiam a mãe (Foto: Reprodução)
 

O flagrante de uma família de onça parda atravessando o canavial em Paraguaçu Paulista (SP) chamou a atenção de moradores da cidade.

Foi possível ver a mamãe onça caminhando preocupada na área onde antes havia uma plantação de cana de açúcar em direção à mata fechada. Logo depois vem os quatro filhotinhos, se revelando o motivo da preocupação da fêmea.

A cena, que é muito bonita para quem gosta de animais, revela uma situação preocupante da vida silvestre no interior de São Paulo, segundo especialistas. É o aumento do aparecimento de animais nas áreas urbanas. Centenas deles precisam ser socorridos por ferimentos, a maioria, vítima de atropelamento.

De janeiro até agora, um centro de recuperação de animais silvestres de Assis já recebeu 600 bichos. No ano passado inteiro foram 1,6 mil, cerca de 13% a mais que em 2016, quando 1.410 animais foram socorridos.

Muitos tentam fugir de regiões com canaviais em busca de mata, um lugar que oferece abrigo e alimento, mas pelo caminho encontram trechos rodoviários e ao tentar atravessar acabam atropelados.

 


Centro de recuperação de animais silvestres em Assis já recebeu 600 bichos neste ano (Foto: TV TEM / Reprodução )

 

Reabilitação

Entre os animais socorridos na ONG de Assis tem uma onça de apenas oito meses de vida que não conseguiu fugir com a família de um canavial. Ela foi atropelada por uma colheitadeira em Florínea e agora aprende a se adaptar sem uma das patas.

Já o filhote de veado foi atropelado com a mãe em uma rodovia de Ourinhos. Ela acabou morrendo e ele foi socorrido, mas teve que ser amputado e está difícil se manter em pé em apenas uma das patas.

O biólogo Aguinaldo Marinho de Godoy explica que nesses casos, o retorno à natureza é muito difícil e a tendência é que esses animais se aproximem cada vez mais da área urbana.

“Eles vêm pequenos, debilitados, então tem que alimentar e eles acabam associando o ser humano a comida. Você solta na natureza, ele até sabe sobreviver, mas quando vê um ser humano vão associar a proteção, abrigo, comida, cuidados, e se aproximam da casa, do sítio, às vezes, até das cidades."

 


Veado foi atropelado com a mãe e precisou ser amputado (Foto: TV TEM / Reprodução)

 

Perigo nas rodovias

Apesar dos inúmeros avisos espalhados ao longo da rodovia, poucos motoristas respeitam o limite de velocidade e não conseguem evitar os atropelamentos. Só no ano passado 180 animais silvestres morreram na região de Assis.

“Eles não têm esses corredores ecológicos, de uma área de preservação ambiental para a outra para se locomoverem, então eles ficam expostos, ao atravessaram a rodovia, são atropelados nessas áreas onde existem monoculturas que, às vezes em determinadas áreas, isolam esses corredores ecológicos, impedindo de ir e vir dentro desse habitat”, explica o zootecnista Valter Saia.

Para tentar combater esses números, em alguns trechos das rodovias foram instaladas passagens subterrâneas. E as câmeras de monitoramento flagraram os bichinhos de um lado para outro, são capivaras, tamanduás e até uma família inteira de quatis que aproveitam o novo caminho, livre dos riscos de atropelamento.

 


Passagens subterrâneas foram implantadas na região de Assis (Foto: CART / Divulgação)
 


Compartilhar:  


VEJA TAMBÉM


16/10/2018 - Unimed Assis realizou seu segundo curso para gestantes neste ano


16/10/2018 - Cobrança de pedágio em rodovia na região de Marília começou nesta segunda


15/10/2018 - Batida frontal entre carro e caminhonete mata rapaz de 21 anos em Martinópolis


15/10/2018 - Homem é flagrado por câmeras ao roubar pertences de dentro de carro em Assis


13/10/2018 - Motorista bate carro em restaurante às margens da Rodovia Homero Severo Lins, em Rancharia


13/10/2018 - Falso guincheiro que 'quebrava' sigilo dos rádios da PM é preso em Assis


11/10/2018 - Bombeiros resgatam motorista presa às ferragens após colisão entre carros em Marília


10/10/2018 - Caso de leishmaniose é em Marília


10/10/2018 - Corpo de homem é encontrado em canavial de Quatá


09/10/2018 - Padre Fábio de Melo fará show em Assis; ingressos já estão à venda


09/10/2018 - Jovens ficam ilhados ao tentar atravessar enxurrada com carro em Tupã


09/10/2018 - Justiça condena Prefeitura de Assis a pagar quase R$ 6 milhões de multa por danos ambientais


08/10/2018 - Carreta faz conversão irregular e provoca morte de motociclista em Quatá


08/10/2018 - Idosa de 79 anos fratura ombro após escorregar em 'santinhos' em Marília


08/10/2018 - Batida entre van e caminhão deixa oito feridos em Assis


08/10/2018 - Casal de Assis morre em acidente após festa de casamento


06/10/2018 - Projeto Nossa Energia faz parada em Quatá na próxima semana


06/10/2018 - Por telefone, Bombeiro ajuda avó a salvar bebê engasgado em Assis


05/10/2018 - 'Foi livramento', diz grupo de Assis que embarcaria no ônibus envolvido em acidente com 4 mortes


04/10/2018 - Homem fratura mão ao espancar mulher por ciúmes em Marília


03/10/2018 - Mulher tenta entrar no presídio de Assis com celular na vagina


02/10/2018 - Medicina Preventiva da Unimed realiza Setembro Amarelo


02/10/2018 - Aposentada de 77 anos morre após queda no banheiro em Marília


01/10/2018 - Juiz Federal determina recredenciamento da oncologia em Assis


01/10/2018 - Polícia Militar flagra centro de distribuição de cigarros clandestino em Assis


01/10/2018 - Pai é condenado a 33 anos de prisão por estuprar filha 900 vezes, na região de Tupã


29/09/2018 - Motorista perde o controle e tomba caminhão no Parque Universitário, em Assis


28/09/2018 - Polícia investiga denúncia de estupro de menina de 13 anos internada em hospital de Marília


27/09/2018 - Homem é preso com arma, dinheiro e drogas em Quatá


26/09/2018 - Cinco dias depois, adolescente que estava desaparecida é encontrada