Alunas da Unesp de Assis são agredidas por colegas e ganham repercussão nacional



Um grupo de estudantes universitários do campus de Assis da Universidade Estadual Paulista (Unesp) criou uma nova – e controversa – modalidade de competição durante a edição deste ano do InterUnesp, em Araraquara, entre 10 e 13 de outubro. Segundo uma reportagem da Folha de S. Paulo revelou ba última quarta-feira, dia 27, os jovens disputavam para ver quem conseguia permanecer mais tempo sobre estudantes obesas, as vítimas do que foi batizado de “rodeio de gordas”.

Segundo o relato de uma estudante ao jornal, os “peões” se aproximavam das meninas como se fossem paquerá-las e se aproveitavam do momento para agarrá-las. Ganhava quem conseguisse segurar a vítima por mais tempo, resistindo à reação da menina. As que lutavam mais contra a agressão eram chamadas de “gordas bandidas”, em referência ao touro Bandido, que ficou famoso ao se tornar personagem da novela América.

O “torneio”, que acontecia nas festas durantes os jogos, ganhou uma comunidade no site de relacionamentos Orkut. Ela teria sido criada por Roberto Negrini, aluno do curso de engenharia biotecnológica da Unesp. A página estabelecia as “regras” do “rodeio”, chegava a prever uma premiação para os “vencedores” e reunia comentários dos “competidores.

Segundo Negrini, não havia agressão e as meninas podiam se soltar se quisessem.

O vídeo em que os organizadores do "rodeio" pedem desculpas e se dizem surpresos com a repercussão do caso vai ser analisado pela comissão disciplinar. As punições previstas vão desde advertência à suspensão e expulsão.

A promotora de Araraquara, Noemi Corrêa, também instaurou ontem procedimento para apurar os fatos e a responsabilidade dos organizadores do InterUnesp no episódio. "Fiquei chocada ao ver como os estudantes não demonstram respeito para com o próximo", afirma.

O delegado seccional de Araraquara, Fernando Luiz Giaretta, também afirmou que vai instaurar inquérito para apurar o caso, revelado ontem pela Folha. A OAB-SP (Ordem dos Advogados do Brasil) também emitiu nota de repúdio à agressão.

 

 

FLORATA GELATERIA


i7 Notícias i7 Notícias