Advogada morre aos 42 anos em Palmital

Ela teria sofrido um tromboembolismo pulmonar, também conhecido como embolia pulmonar, que é o bloqueio da artéria pulmonar ou de um de seus ramos.


O sepultamento ocorreu às 17h desta quarta-feira (07), no Cemitério Municipal de Palmital.

 


Viviane tinha 42 anos (Foto: Arquivo Pessoal)

 

A advogada Viviane Figueiredo Bueno, de 42 anos, morreu no início da manhã desta quarta-feira (07) no Hospital Regional de Assis. Segundo informações de amigos, ela foi encontrada inconsciente por volta das 14h de ontem (06), em sua residência e levada para o Pronto-Socorro da Santa Casa de Palmital (SP), onde permaneceu em estado grave e foi encaminhada para a UTI do hospital assisense.

Conforme informações obtidas pelo Jornal da Comarca, de Palmital, ela teria sofrido um tromboembolismo pulmonar, também conhecido como embolia pulmonar, que é o bloqueio da artéria pulmonar ou de um de seus ramos. O problema, geralmente, ocorre quando um coágulo que se forma em uma veia se desloca para o pulmão e interrompe o fornecimento sanguíneo arterial.

Na manhã desta quarta-feira foram verificadas diversas manifestações de pesar em redes sociais pela morte da Viviane, que tinha o apelido de Biba. A advogada é filha de Elisabete Figueiredo Bueno e de Miguel Bueno Vidal, que morreu em março de 2003 e foi vereador por seis mandatos na Câmara de Palmital, sendo figura importante da política municipal nas décadas de 80 e 90.

Viviane também deixa os irmãos Vinicius Figueiredo Bueno (ex-vereador e comerciante) e o Miguel Gustavo Figueiredo Bueno (advogado), além de cunhadas e sobrinhos. A advogada, que estava inscrita na OAB de Palmital desde outubro de 2000, completaria 43 anos no dia 2 de novembro.

O presidente da OAB de Palmital João Gil lamentou o falecimento de Viviane, ressaltando que ela era “advogada competente, correta e honesta, sendo uma pessoa extremamente sensível e agradável que tinha boa convivência com colegas da ordem”. Ele informou que a Casa do Advogado está em luto e será fechada nesta quarta-feira a partir das 13 horas, possibilitando que os funcionários possam acompanhar o funeral.

O sepultamento ocorreu às 17h, no Cemitério Municipal de Palmital, onde ela recebeu as últimas homenagens de familiares e amigos.

 

DROGARIAS POUPAQUI


i7 Notícias i7 Notícias