Polícia de Assis investiga se mulher que ficou desaparecida por 8 dias foi assassinada

Ela sumiu no dia 9 deste mês e corpo foi achado enterrado no último dia 17, na zona rural.


Delegado aguarda laudo do IML para apontar causa da morte da mulher de 46 anos. Ela sumiu no dia 9 deste mês e corpo foi achado enterrado no último dia 17, na zona rural.

 


Vera Soares, de 46 anos, ficou desaparecida por oito dias até seu corpo ser achado enterrado na zona rural de Assis - Foto: Arquivo pessoal
 

A Polícia Civil de Assis (SP) investiga a suspeita de que a mulher cujo corpo foi encontrado enterrado na última quinta-feira (17) tenha sido vítima de homicídio. Vera Soares, de 46 anos, ficou desaparecida por oito dias, desde o último dia 9.

De acordo com o delegado Marcelo Armstrong, titular da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), a vítima era moradora de Cambará (PR), mas viajava com frequência para Assis, onde tinha familiares.

O delegado informou que testemunhas ligadas à vítima, tanto em Assis como em Cambará, já estão sendo ouvidas, e que as investigações agora aguardam o resultado do laudo do IML que apontará a causa da morte.

Moradores que passavam pela zona rural de Assis sentiram um cheiro muito forte e encontraram uma mão que estava para fora da terra. Os moradores acionaram a polícia, que chamou os bombeiros para desenterrar o corpo.

O corpo da mulher foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Assis e passou por exames. A identificação foi feita por meio das impressões digitais e por um filho da vítima, que fez o reconhecimento do corpo, que foi enterrado no sábado (19) em Cambará (PR).

 

DROGARIAS POUPAQUI