Pela 4ª vez eleito prefeito de Quatá, Marcelo Pecchio fala sobre a sua história e o seu novo mandato

Ele é o atual prefeito de Quatá e comandará o Executivo novamente no período de 2021-2024.



Marcelo Pecchio (PSD) foi reeleito prefeito de Quatá no último dia 15

Com 5.434 votos, sendo 76,35% dos eleitores de Quatá (SP), Marcelo Pecchio (PSD) foi reeleito prefeito de Quatá no último dia 15. Ele vai assumir a cadeira do Executivo pela 4ª vez, além de já ter sido vereador por quatro mandatos no município.

Em bate papo com o i7Notícias, Pecchio falou que o gosto pela política iniciou cedo em sua vida, por incentivo de colegas de trabalho que diziam para ele ser vereador, devido a sua comunicação e carisma.

“Aos 13 anos, fui trabalhar na Zilor, quando ela estava começando aqui, em 1984. Eu comecei a trabalhar no Departamento Pessoal, que hoje se chama Recursos Humanos. Eu tinha contato com a população, com o povo. Eu fazia o pagamento na roça. Foi lá quando eu tinha entre 19 e 20 anos, que o pessoal falava para eu sair candidato a vereador. Eu dizia que não queria saber disso. Eu sempre fui assim, comunicativo, falava com todo mundo, chamava todos pelo nome, jogava truco com eles lá na roça, comia marmita com eles. Foi indo, acabei entrando, fui o vereador mais votado na época”, contou.

O atual prefeito de Quatá disse que no seu primeiro mandato no Legislativo já causou polêmica devido a um projeto de lei que ele criou. “Fui o autor do projeto de lei que extinguiu a caixa de previdência do vereador que se aposentava com 8 anos de mandato. Eu derrubei esse projeto logo de cara”, completou.

Depois de quatro mandatos como vereador, sendo que exerceu o cargo de presidente da Câmara por dois biênios, em 2004 Marcelo Pecchio resolveu ser candidato a prefeito.

“Foi uma eleição muito disputada, mas graças a Deus e ao povo de Quatá nós vencemos. Pegamos a prefeitura totalmente destruída. Funcionários precisavam fazer empréstimo no banco para receber pagamento. A frota toda destruída. O município sem crédito nenhum. Pegamos um orçamento de um pouco mais de R$ 11 milhões e uma dívida de mais de R$ 18 milhões.

Colocamos a casa em ordem, começamos a trabalhar, parcelamos as dívidas. Fizemos um ótimo governo”, explicou o prefeito reeleito.

Em 2008, Pecchio tentou a reeleições sendo o único como candidato a prefeito, recebendo quase 90% dos votos dos eleitores do município. “Em 2016, resolvi me candidatar de novo e tive quase 80% dos votos. Agora, na minha reeleição eu também tive quase 80% dos votos válidos.”

Para a sua nova gestão, Pecchio declarou que irá focar na busca de oportunidades de emprego e renda para a população quataense. Devido à pandemia, ele disse estar preocupado com a retomada da economia.

“Estamos atrás de algumas empresas para virem para cá, oferecendo condições para elas virem para cá. Estamos aqui já trabalhando com uma equipe em uma incubadora de empresas e empregos, para que possamos facilitar as pessoas que queiram montar a sua empresa e sair da informalidade. Estamos atrás de uma fecularia, uma fábrica de costura, empresa de sofá, lavador de batata e estamos terminando, graças a Deus, uma granja que veio para cá, que começou a ser implantada em 2017, que vai ser inaugurada no começo do ano que vem, onde vamos ter mais de 150 empregos diretos e indiretos aqui para a nossa população”, descreveu Pecchio.

Outro projeto que o prefeito pretende que seja concluído nesta sua nova gestão é a instalação do Poupa Tempo ou Ganha Tempo, em parceria com o governo estadual, onde possibilitará a população ter acesso mais rápido à emissão dos seus documentos pessoais.

Além da geração de emprego e renda, Marcelo focará na saúde da população do município, o que precisará da participação do governo estadual. “A parte básica, que é de obrigação do município, nós temos conseguido fazer, mas na hora que precisa sair, precisa de uma cirurgia, precisa de um exame mais complexo, precisa de uma UTI, nós não temos. Então, o governo do Estado tem que investir mais em saúde”, disse.

Algo que ele disse que também lutará, independente de quanto tempo for necessário, é para que seja invertida a pirâmide de distribuição da arrecadação de impostos. “Do bolo tributário, 100% do que a gente paga em impostos, 60% fica em Brasília, 24% a 25% fica em São Paulo, 14% a 15% fica no município. Onde o povo mora? No município. E é mais fácil de fiscalizar. Nós vamos continuar essa luta. Nós estamos com uma frente muito grande de prefeitos em Brasília, batalhando para isso. Paulo Guedes tem uma visão muito boa quanto a isso, ele diz que tem mesmo que inverter essa pirâmide e o dinheiro ficar no município, onde a população mora. Eu tenho muita esperança quanto a isso. Eu vou brigar, vou lutar até o último dia da minha vida para que isso aconteça”, explicou Pecchio.

Os trabalhos voltados à Educação na gestão de Marcelo Pecchio geraram grandes resultados. Segundo ele, o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) do município era de 4,8 quando eles iniciaram o mandato; agora, a nota é de 7,2. “Para o ano que vem, estamos desenvolvendo um planejamento na área de informática, de lousas digitais, temos que nos atualizar. Depois de tudo isso que estamos vivendo, vai mudar muita coisa. Fizemos um investimento de mais de R$ 150 mil na área de TI”, frisou.

Pecchio disse que fechará este seu mandato com todas as contas da Prefeitura pagas, mas se preocupa com o próximo ano.  “Será um ano mais difícil que 2020, porque este ano o Governo Federal deu uma ajuda aos municípios, deu este auxílio para a população e no ano que vem eles não vão ter mais de onde tirar para fazer isso. Então, quem não conseguir fechar as porteiras, administrar com pulso firme, vai passar dificuldade, e quem sofre com isso é a população, principalmente a população mais pobre. Por isso que estamos aí batalhando para buscar emprego, pois quem tem emprego consegue comer, beber e cuidar dos seus filhos.”

Para encerrar, o prefeito reeleito deixa os seus agradecimentos. “Quero mais uma vez agradecer ao meu vice, a todos os vereadores que nos apoiaram, agradecer a minha família, agradecer em especial o povo de Quatá, um povo que ama mesmo a gente. Depois que acabou a eleição, eles fizeram uma passeata para mim, andamos toda a cidade, o que me deixou muito emocionado, a gente vê a alegria do povo, batendo palma, isso aumenta a nossa responsabilidade. Então eu só tenho que agradecer este povo maravilhoso e tenho que dizer que nós vamos continuar trabalhando com muito afinco e comprometimento para cada vez mais deixar o nosso povo mais feliz com a nossa administração”, encerrou.
 

DROGARIAS POUPAQUI 2


i7 Notícias i7 Notícias