Bauru e Chavantes confirmam circulação da nova cepa de coronavírus

A variante do coronavírus, causador da Covid-19, tem maior potencial de transmissão e tem vítimas mais jovens e com quadros mais graves.


As cidades de Bauru (185 quilômetros distante de Paraguaçu Paulista) e Chavantes (a 123 quilômetros) confirmaram, nesta quinta-feira (4), a detecção de variante do coronavírus, causador da Covid-19, com maior potencial de transmissão.

A chamada cepa de Manaus foi detectada em pelo menos três amostras, entre 50 procedentes de Bauru, analisadas pelo Instituto Adolfo Lutz (IAL).

A confirmação de variantes ocorre por meio de sequenciamentos genéticos realizados por laboratórios avançados. Em são Paulo, o laboratório vinculado à Secretaria de Estado da Saúde tem trabalhado na identificação dos vírus e já detectou no país a variante britânica.

Com base no perfil das vítimas – mais jovens e com quadros graves – nas cidades onde a cepa manauara teve maior incidência, há suspeita de que possa ser mais transmissível, embora ainda não existam comprovações científicas de agravos mais severos, em relação ao vírus que circulou inicialmente.

A reportagem procurou a assessoria de imprensa da prefeitura de Bauru, mas ainda não recebeu retorno, com mais informações sobre os casos confirmados.

Além de Bauru, também foi confirmada nova variante em Chavantes. O caso foi confirmado em um médico da cidade que foi para São Paulo no início da semana para realizar um procedimento de saúde e fez exame da Covid-19.

Ainda de acordo com a Prefeitura local, ele testou positivo para coronavírus com uma alteração. Por isso, foram realizados novos exames para detectar a variante, que foi confirmada.

Apesar disso, a Prefeitura informou que o médico não teve sintomas. De acordo com a assessoria, ele está fora do período de transmissão e já voltou a atender normalmente no município.
 

DROGARIAS POUPAQUI


i7 Notícias i7 Notícias