Juiz decreta prisão e acusada de tentar matar esposo e matar outra mulher vai para a cadeia

Ela jogou o carro que dirigia contra a moto que o seu esposo e uma mulher estavam. O homem ficou ferido e a passageira morreu no local.



Maria Cristina Correia de Souza, de 43 anos, foi presa nesta sexta-feira (11)

Após incessante trabalho de investigação da Polícia Civil de Paraguaçu Paulista, Maria Cristina Correia de Souza, de 43 anos, foi presa nesta sexta-feira (11), por tentar matar o seu esposo e matar uma mulher que o acompanhava em uma motocicleta, colidida por um carro conduzido pela acusada.

Logo após o ocorrido, Maria Cristina chegou a ser presa, mas no dia seguinte ela teve a liberdade provisória concedida em audiência de custódia. Porém, a Polícia Civil conseguiu colher provas suficientes para que ela voltasse a ser presa para responder o processo em regime fechado.

A delegada responsável pelas investigações, Drª Raquel Santos de Oliveira, explicou à reportagem do i7Notícias que foi possível concluir que Maria Cristina teve a intenção de jogar o carro contra o seu esposo, Luis Antonio da Silva, de 41 anos, e Eunice Aparecida Damazio, de 44 anos, sendo a mulher vítima fatal.

“Concluímos que houve dolo por parte da autora Maria Cristina e que ela intencionalmente jogou o carro contra as vítimas e arrastou elas por cerca de trinta metros, até se chocarem na casa de uma residente. Ela parou o carro, porque ele se chocou no muro”, contou a delegada.

A autora do crime foi encaminhada à CPJ de Assis, depois para a cadeia de Lutécia e, por último, ao Presídio de Pirajuí, onde ira responder pelo crime presa.


Drª Raquel Santos de Oliveira -  delegada responsável pelas investigações

O CRIME

No fim da tarde do sábado passado, dia 05, uma moto ocupada por Luis Antonio da Silva, de 41 anos, e Eunice Aparecida Damazio, de 44 anos, foi prensada pelo carro conduzido por Maria Cristina Correia de Souza, de 43 anos, contra o muro de uma casa na Rua Antônio Machado, no Parque das Acácias. A auxiliar de limpeza, Eunice Aparecida, que estava na garupa, chegou a ser socorrida pelos bombeiros, mas morreu no hospital.


Eunice Aparecida Damazio, de 44 anos, faleceu no local do crime

Já o homem que pilotava a moto, o mecânico Luiz Antônio da Silva, de 41 anos, marido da motorista e com quem tem um filho de 10 anos, também foi socorrido, permaneceu alguns dias internado, mas já se encontra em sua residência.

Após o impacto, que chegou a fazer um buraco no muro do imóvel, os dois que estavam na moto ficaram sob o veículo. Com a ajuda de moradores da região, o carro foi retirado para atendimento das vítimas. A motorista do carro não teve ferimentos, mas recebeu atendimento médico. Em seguida, foi levada à delegacia.

No fim da tarde de sábado, Maria Cristina disse que foi até a casa da vítima, que era inquilina do imóvel pertencente a ela e ao marido, para cobrar o aluguel. Neste momento, viu o marido na moto com a mulher. Em seguida, pegou o carro e foi atrás dos dois, mas que no local do acidente não conseguiu desviar da moto.

DROGARIAS POUPAQUI


i7 Notícias i7 Notícias