PMs são presos após matarem foragido da Justiça em Ourinhos

Policiais alegaram que agiram em legítima defesa durante troca de tiros, mas Polícia Civil investigou que o foragido não teria apresentado resistência.


Dois policiais militares de Ourinhos (SP) foram presos nesta quarta-feira (22) e levados ao presídio militar Romão Gomes, na capital paulista, depois de investigações da Polícia Civil por uma suposta troca de tiros que eles teriam se envolvido durante atendimento de uma ocorrência.

Segundo a polícia, a dupla matou um homem de 26 anos, que era condenado por homicídio no Paraná e estava foragido da Justiça. A morte ocorreu na segunda-feira (20), na vila Operaria, em Ourinhos.

Os PMs disseram que agiram em legítima defesa, reagindo a uma ação do criminoso. Contudo, a apuração da Seccional de Ourinhos apontou que o foragido não ofereceu resistência e a própria PM cumpriu os mandados de prisão temporária expedidos pela Justiça.

O caso continua sendo investigado.
 


i7 Notícias i7 Notícias