Com confirmação de 5 casos positivos de dengue, Aldo Paes Leme passa por nebulização

É indispensável que os moradores fiquem atentos com os recipientes que possam acumular água e que sirvam de criadouros para o Aedes aegypti em suas residências



É indispensável que os moradores fiquem atentos com os recipientes que possam acumular água 
e que sirvam de criadouros para o Aedes aegypti em suas residências

Diante da confirmação de cinco casos positivos  para dengue em um único bairro, a equipe de Controle de Vetores de Paraguaçu Paulista, iniciou essa semana o bloqueio, a eliminação de criadouros e a nebulização. 

As ações estão acontecendo no Conjunto Habitacional Aldo Monteiro Paes Leme, em um raio de 300 metros dos locais onde os casos foram confirmados e tem como objetivo conter a transmissão da dengue no município. 

O Departamento de Saúde, por meio da Vigilância Epidemiológica, manifestou preocupação com os altos índices de infestação do mosquito na cidade.

Além da dengue, a Vigilância do Estado de São Paulo, alertou a todos os municípios sobre uma possível epidemia de chikungunya, doença também transmitida pelo Aedes aegypti.

Durante essa semana, a equipe concentra os trabalhos no Conjunto Habitacional Aldo Monteiro Paes Leme, mas o alerta é para todos. 

É indispensável que os moradores fiquem atentos com os recipientes que possam acumular água e que sirvam de criadouros para o Aedes aegypti em suas residências. “Só com a conscientização e parceria da população Paraguaçu Paulista poderá evitar uma grande transmissão dessas doenças”, alertou a Prefeitura de Paraguaçu Paulista em nota.

Outra orientação é, caso alguém apresente sintomas como febre alta, acima de 38.5ºC, dores musculares intensas, dor no fundo dos olhos, mal estar, falta de apetite, dor de cabeça e manchas vermelhas no corpo, deve procurar a Unidade de Saúde mais próxima da sua casa.


i7 Notícias i7 Notícias