Guardar dinheiro é a principal meta dos brasileiros em 2022, diz estudo

Pesquisa feita com 16.119 internautas ativos no aplicativo 7waves listou os sete objetivos mais desejados para o próximo ano.



Pesquisa feita com 16.119 internautas ativos no aplicativo 7waves listou os sete objetivos mais desejados para o próximo ano

Guardar dinheiro é a principal meta dos brasileiros para 2022, de acordo com um estudo feito pela 7waves, startup que oferece um aplicativo gratuito para apoiar o planejamento e a conquista de objetivos. Mais da metade dos 16.119 internautas ativos da plataforma (50,75%) que forneceram os dados para a pesquisa almeja pôr essa atitude em prática.

Em segundo lugar, está o desejo de buscar novos conhecimentos, citado por 35,85% dos participantes. Entre eles, a maioria planeja aprender inglês ou começar os estudos em uma universidade. Foram elencados os sete objetivos mais buscados.

O levantamento foi feito com representatividade proporcional em todos os estados brasileiros, segundo o último censo do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), de 2010. Também foram considerados usuários da população economicamente ativa, ou seja, aqueles de 15 a 65 anos de idade que recebem remuneração salarial pela venda de sua força de trabalho — inclusive quem está temporariamente desempregado.

Assim, foram analisados 30.604 objetivos inseridos no aplicativo de 1º de janeiro de 2020 a 30 de novembro de 2021, com expectativa de conclusão ao longo de 2022.

É importante destacar que uma pessoa pode ter mais de um objetivo.

Com relação ao gênero, 66,6% dos usuários pertencem ao feminino, 32,5% ao masculino e 0,9% a outros. A análise também engloba uma proporcionalidade para a população economicamente ativa no Brasil em 2021, que é estimada, segundo análise deste ano do IBGE, em 79 milhões de pessoas.

A seguir, confira os sete objetivos mais desejados pelos brasileiros e de que maneira eles pretendem alcançá-los:

1- Guardar dinheiro
(Porcentagem total: 50,75%) (Proporcional Brasil: 40.095.477)

• Quitar dívidas (23,02%) (18.182.890)
• Reduzir despesas (16,19%) (12.786.835)
• Guardar dinheiro na poupança (9,92%) (7.836.776)
• Fazer previdência (4,45%) (3.518.953)

“Com a recessão da economia, o aumento do desemprego e a insegurança devido à pandemia de Covid-19, as pessoas estão muito mais preocupadas em economizar dinheiro para que consigam ter um planejamento financeiro mais flexível em 2022”, explica Rodolfo Ribeiro, diretor-executivo da 7waves.

2 – Buscar novos conhecimentos
(Porcentagem total: 35,85%) (Proporcional Brasil: 28.318.258)

• Aprender inglês (14,35%) (11.336.125)
• Começar a graduação (9,71%) (7.670.141)
• Realizar uma pós-graduação (2,41%) (1.901.607)
• Fazer intercâmbio em um país de língua inglesa (2,23%) (1.764.377)
• Tirar a carteira de habilitação (1,74%) (1.377.195)

Para Ribeiro, o cenário cada vez mais tecnológico, globalizado e rápido exige que as pessoas estejam sempre em busca de novos conhecimentos. “Para que [as pessoas] consigam alcançar novos objetivos ou crescer profissionalmente, é importante que os estudos estejam sempre nas primeiras posições da lista de desejos. Isso faz diferença na hora de realizar os sonhos”, destaca.

3 – Cuidar da saúde
(Porcentagem total: 30,90%) (Proporcional Brasil: 24.412.122)

• Praticar atividades físicas (12,22%) (9.655.065)
• Emagrecer (6,04%) (4.768.720)
• Ter uma alimentação saudável (5,91%) (4.665.798)
• Cuidar da saúde mental (3,64%) (2.872.014)

“Preocupar-se com a saúde passou a ser prioridade na vida das pessoas depois do surgimento da pandemia de coronavírus. Por isso, esse é um assunto que vai estar em evidência no próximo ano”, afirma o diretor-executivo da 7waves.

4 – Evoluir na carreira
(Porcentagem total: 26,70%) (Proporcional Brasil: 21.089.211)

• Ser promovido (10,58%) (8.356.288)
• Conseguir um emprego (8,13%) (6.420.373)
• Prestar concurso público (2,18%) (1.720.268)

De acordo com Ribeiro, estes objetivos indicam como as pessoas estão preocupadas em crescer profissionalmente. “A sociedade está em busca de novas oportunidades, e isso é ótimo. Porém, é preciso lembrar que, para isso, são necessárias dedicação e a busca constante por conhecimentos relacionados ao trabalho que se deseja”, diz.

5 – Adquirir bens
(Porcentagem total: 20,80%) (Proporcional Brasil: 16.428.314)

• Ter a casa própria (9,59%) (7.577.021)
• Comprar um carro (7,42%) (5.861.654)
• Adquirir um celular (1,94%) (1.534.028)
• Comprar uma moto (1,84%) (1.455.611)

“Consumir algo novo está sempre no radar das pessoas, mas, para que não ocorram excessos e prejuízos financeiros, é preciso ter controle sobre todos os gastos e definir metas e prioridades. Isso fará toda a diferença no orçamento”, pondera Ribeiro.

6 – Viajar
(Porcentagem total: 6,99%) (Proporcional Brasil: 5.518.581)

Relaxar e se divertir em um lugar diferente é objetivo de 6,99% dos brasileiros para 2022. “Depois de tanto tempo de isolamento decorrente da pandemia de coronavírus, agora, com o avanço da vacinação, as pessoas estão querendo viajar, o que beneficia a economia do Brasil. Quem adiou viagens já está começando a planejar os passeios novamente”, declara Ribeiro.

7 – Abrir o próprio negócio
(Porcentagem total: 5,81%) (Proporcional Brasil: 4.592.282)

Com um mercado repleto de oportunidades, 5,81% dos usuários têm como meta abrir o próprio negócio em 2022. “O mercado empreendedor está aquecido, e isso tem chamado a atenção das pessoas. Por isso, no próximo ano vão surgir empreendimentos para atender a demandas. Mas é preciso que haja muita resiliência e planejamento para que esse desejo se concretize”, finaliza ele.

ÓPTICA JOVEM


i7 Notícias i7 Notícias