Prefeitura de Paraguaçu Paulista mantém ações para conter casos de dengue

A Prefeitura de Paraguaçu Paulista orienta que a população receba o agente da saúde para o desenvolvimento das atividades e pede a colaboração dos cidadãos.

Publicidade - OTZAds


A Prefeitura de Paraguaçu Paulista orienta que a população receba o agente da saúde 
para o desenvolvimento das atividades e pede a colaboração dos cidadãos

As chuvas não deram trégua nos últimos dias em Paraguaçu Paulista, fator típico do verão. Com a chegada das chuvas e as altas temperaturas, aumenta a incidência de casos de dengue. Desse modo, a Prefeitura de Paraguaçu Paulista, por meio do Departamento de Saúde, tem alertado a população sobre o aumento também no número de casos da doença no município. 

Impedir a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor também da zika e chikungunya, é a forma de prevenção mais eficaz no combate a essas doenças, afirmam as autoridades em Saúde.

Em dados divulgados no dia 6 de janeiro pelo Departamento de Saúde, nos últimos quatro dias do ano de 2021, haviam 39 notificações de pessoas com dengue e outras 149 aguardando o resultado de exames realizados. Nos primeiros dias de 2022, foram feitas 11 notificações, com um caso já confirmado no município.

Diante da situação de aumento de casos da doença, a Prefeitura de Paraguaçu Paulista elaborou ações para conter o avanço da dengue no município.

A informação é de que equipes de agentes comunitários e de controle de endemias estão intensificando as buscas ativas de criadouros. Estão sendo feitos, ainda, trabalhos de nebulização, que eliminam o mosquito Aedes aegypti adulto, para impedir a disseminação da doença.

A Prefeitura de Paraguaçu Paulista orienta que a população receba o agente da saúde para o desenvolvimento das atividades e pede a colaboração dos cidadãos.

Proteção contra a dengue, zika e chikungunya?
Para se proteger contra a transmissão da dengue, zika e Chikungunya basta dispor de alguns minutos por semana para eliminar os criadouros do mosquito Aedes aegypti.

Saiba, então, como 10 minutos por semana podem virar o jogo no combate ao mosquito transmissor dessas doenças.

Para combater esse perigoso inimigo, convoque a família e dedique 10 minutinhos toda semana para eliminar os focos do mosquito e não deixar água parada. 

  • Missão 1: Verifique se a caixa d’água está limpa e tampada. Quando destampadas ou mal fechadas, as caixas d’água podem se transformar em um local de proliferação das larvas do mosquito, além de permitir a entrada e o acúmulo de impurezas na caixa deixando a água imprópria para consumo. Diante disso, é importante esvaziar a caixa d’água a cada 6 meses e esfregar com bucha macia e cloro suas paredes internas e o fundo. Para ter vedação total, escolha os modelos Caixa Forte que possuem trava automática ou tampas de encaixe. É muito mais segurança para a sua família.
  • Missão 2: Mantenha cisternas e reservatórios provisórios como barris e tambores totalmente fechados.
  • Missão 3: Elimine ou guarde em local seco os objetos que acumulam água (pneus, sacolas plásticas, potes, tampas, caixas e outros).
  • Missão 4: Não acumule latas e garrafas ou guarde-as de cabeça para baixo para não reter água.
  • Missão 5: Remova as folhas e galhos das calhas e mantenha marquises, varandas e rebaixes de banheiros e cozinhas sem água parada.
  • Missão 6: Jogue desinfetante ou sal grosso nos ralos externos (e internos pouco utilizados) a cada 15 dias.
  • Missão 7: Tampe com um saco plástico os ralos sem uso e não utilize pratinhos em vasos de plantas.
  • Missão 8: Mantenha o terreno limpo e não jogue lixo em valas, valetas e esgoto.
  • Missão 9: Encha com areia (ou pó de pedra) os poços desativados ou depressões do terreno.
  • Missão 10: Se o local tiver piscina, trate a água com cloro ou, caso não esteja em uso, tampe-a com lona.
  • Missão 11: Crianças, adultos e principalmente as gestantes devem utilizar repelente diariamente.

Uma dica econômica e eficiente, aprovada por dermatologista é o repelente caseiro de cravo-da-índia. Coloque 500ml de álcool de cereais + 10g de cravo-da-índia num frasco escuro, com tampa, por 4 dias ao abrigo da luz. Mexa e misture 2 vezes por dia (de manhã e à noite). Coe e adicione 100ml de óleo de amêndoas agitando ligeiramente. Coloque o líquido num recipiente com spray e pronto! Basta aplicar 2 vezes ao dia nos braços, pernas, tronco e regiões expostas ao mosquito.

E, por último, reforçando a solicitação da Prefeitura de Paraguaçu Paulista: receba bem o agente de controle da dengue na sua casa. Siga as orientações e, em caso de febre alta, manchas vermelhas no corpo e dor atrás dos olhos, nariz e boca, procure o posto de saúde mais próximo. Dengue mata. Faça a sua parte, proteja-se e proteja quem você ama.


i7 Notícias i7 Notícias