Suspeito de furtar igreja e ser atropelado na fuga passa por cirurgia em hospital

o padre Julio Lancellotti postou o vídeo do acidente e criticou o atropelamento provocado por um padre em Santa Cruz do Rio Pardo.



O padre Julio Lancellotti postou o vídeo do acidente e criticou o atropelamento provocado 
por um padre em Santa Cruz do Rio Pardo

Um padre está sendo procurado pela Polícia Civil suspeito de atropelar um homem que teria furtado uma igreja em Santa Cruz do Rio Pardo, na noite do último sábado (7).

Segundo a polícia, o veículo pertence à diocese de Ourinhos e o motorista é um padre, identificado como frei Gustavo Trindade dos Santos, que fugiu do local sem prestar socorro. Uma câmera de segurança registrou o atropelamento.

Após ser atropelado, o suspeito do furto identificado como Ângelo Marcos dos Santos Nogueira, de 40 anos, precisou ser internado na Santa Casa do município por conta da gravidade do estado de saúde. Ele sofreu ferimentos graves e passou por uma cirurgia para descompressão craniana ainda na noite que foi internado no sábado (7) e foi entubado.

Ainda de acordo com o boletim médico, a sedação foi retirada nesta segunda-feira (9) e os médicos estão avaliando a evolução do paciente.

Repercussão na web
O padre Júlio Lancelotti, responsável pela Paróquia de São Miguel Arcanjo na capital paulista, e conhecido por estar à frente de vários projetos de atendimento à população em situação de rua, fez uma postagem em seu perfil no Instagram criticando o atropelamento do suspeito de furtar a paróquia.

O padre Júlio Lancelotti compartilhou o vídeo do atropelamento, que contabilizava quase 130 mil visualizações até a manhã desta segunda-feira (9).

Na postagem, o padre afirma que o homem atropelado é um dependente químico e afirma que “um crime não justifica o outro”.

“Carro da paróquia de Santa Cruz do Rio Pardo atropelou intencionalmente jovem dependente químico que roubou a igreja. Um crime não justifica o outro”, escreve Lancelotti.
O atropelamento

Segundo o boletim de ocorrência, o homem atropelado furtou a casa paroquial da Igreja São Sebastião arrombando uma das janelas. Ele fugiu do local levando três moletons e uma camiseta.

O suspeito do furto foi perseguido e atropelado na Avenida Tiradentes pelo carro que pertence à Diocese de Ourinhos, responsável pela paróquia em Santa Cruz do Rio Pardo. Com impacto, o homem foi arrastado para dentro de uma loja de tintas que fica no local.

Os policiais militares foram chamados por testemunhas e, segundo as investigações, um padre estava dirigindo o carro e fugiu sem prestar socorro. Ele foi identificado como frei Gustavo Trindade dos Santos. O caso foi registrado como tentativa de homicídio e omissão de socorro. O padre não foi localizado.

A diocese de Ourinhos, responsável pela paróquia de Santa Cruz do Rio Pardo, informou, por meio de nota, que todos os fatos estão sendo apurados.

O homem foi levado para Santa Casa do município com ferimentos graves e segue internado na UTI do hospital. Ele ainda estava com peças de roupas levadas da paróquia e foi preso em flagrante por furto. O homem deve passar por audiência de custódia quando receber alta.
 

MATAHARI


i7 Notícias i7 Notícias