Homem é preso após se passar por funcionário do Procon e tentar aplicar golpe em estabelecimentos

Suspeito visitava os estabelecimentos e oferecia exemplares do Código de Defesa do Consumidor pelo valor de R$ 30. Ele usava um crachá falso para tentar enganar os proprietários dos comércios.



Suspeito visitava os estabelecimentos e oferecia exemplares do Código de Defesa do Consumidor pelo valor 
de R$ 30. Ele usava um crachá falso para tentar enganar os proprietários dos comércios

Um homem que fingia ser funcionário do Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) foi preso na última quinta-feira (9), em Lins.

A prisão foi realizada após funcionários da Secretaria de Segurança Pública (SSP) e equipes da Guarda Civil Municipal (GCM) flagrarem o suspeito tentando aplicar um golpe no proprietário de um comércio de bebidas.

De acordo com a SSP, o homem visitava os estabelecimentos e oferecia exemplares do Código de Defesa do Consumidor pelo valor de R$ 30. Ele usava um crachá falso do Procon para tentar enganar os proprietários dos comércios.

Como justificativa, o suspeito alegava que o documento era obrigatório e pressionava as vítimas para que comprassem o exemplar. Há casos de pessoas que pagaram valores maiores do que R$ 30.

O homem é morador de Promissão, mas esteve em Lins ao menos três vezes para aplicar os golpes. O Procon já tinha sido notificado pelo Sindicato dos Comerciantes sobre a atuação do falso funcionário e estava em contato com as autoridades.

Após ser preso por estelionato, o suspeito não soube informar como e onde conseguiu a réplica do crachá. Ele foi encaminhado à delegacia, mas passou por audiência de custódia e foi liberado.

A Polícia Civil instaurou um inquérito para apurar o caso e levantar quantas pessoas foram vítimas do falso funcionário.

CACAU SHOW


i7 Notícias i7 Notícias