Homem morre após ser atropelado por caminhão-tanque no acostamento na SP-294

A Polícia Rodoviária Estadual tenta localizar, agora, o motorista do caminhão-tanque que causou o ​​​​​​​grave acidente e fugiu sem prestar socorro.



A Polícia Rodoviária Estadual tenta localizar, agora, o motorista do caminhão-tanque que causou o 
grave acidente e fugiu sem prestar socorro
 
O autônomo Waldeyr Luiz Capellini de 63 anos morreu depois de ser atropelado nesta terça-feira (19), na Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-294), em Marília.

A Polícia Rodoviária Estadual (PRE) foi acionada às 18h33, no quilômetro 444 da rodovia. Os policiais constataram que o veículo da vítima tinha tido uma pane e já estava sendo socorrido pelo guincho da concessionária que administra o local.

O guincheiro já tinha inclusive estacionado o caminhão na frente do veículo do idoso para dar início às manobras de remoção.

A vítima foi abrir a porta e pegar alguns documentos e pertences, quando um caminhão-tanque amarelo teria invadido a parte do acostamento, atropelado o idoso. O homem foi lançado sobre a plataforma do guincho.

O veículo que causou o acidente ainda se chocou contra o carro de Waldeyr e o caminhão guincho. O condutor do caminhão-tanque não parou para prestar socorro e fugiu.

Funcionários do resgate da concessionária levaram a vítima até o Hospital das Clínicas (HC), que não resistiu aos ferimentos e morreu por volta das 23h.

A perícia esteve no local. Há câmeras de monitoramento nas imediações de onde ocorreu o acidente que podem auxiliar nas investigações. A Polícia Rodoviária Estadual tenta localizar, agora, o motorista do caminhão-tanque que causou ograve acidente.

O caso foi registrado como homicídio culposo na direção de veículo automotor e fuga de local de acidente.


i7 Notícias i7 Notícias