Balneário de Rancharia é considerado como ‘Categoria de Risco Alto’ pela Agência Nacional de Águas

Ao todo, 12 barragens do Estado de São Paulo entraram nesta classificação.



Ao todo, 12 barragens do Estado de São Paulo entraram nesta classificação

Um relatório, da Agência Nacional de Águas, sobre a segurança de barragens em todo o país, apontou um problema no Oeste Paulista. O Balneário de Rancharia foi considerado como “Categoria de Risco Alto”.

De acordo com o documento, que usa dados de 2021, o local apareceu com índice alto em dois indicadores relacionados à estrutura. Um deles é a Classificação de Risco (CRI), que tem relação com os riscos potenciais caso haja um rompimento ou vazamento, além dos impactos sociais.

Já o segundo índice é o Dano Potencial, que também é alto. Ele trata dos aspectos da própria barragem, como o projeto, a integridade da estrutura, o estado de conservação e manutenção.

De acordo com o relatório da Agência Nacional de Águas, a alegação dos responsáveis é que não havia recursos para as medidas que diminuíssem estes riscos. Em todo o Estado de São Paulo, 12 barragens entraram nesta classificação.

Outro lado
A Prefeitura de Rancharia se manifestar sobre o assunto por meio de nota, conforme segue abaixo:

“A Prefeitura Municipal de Rancharia, por meio do setor de Assessoria de Imprensa, vem a público se posicionar a respeito do relatório da ANA (Agência Nacional de Águas) que cita sobre possíveis danos de risco do Balneário Municipal.

A administração 2021/2024 já está elaborando um Projeto para obras de segurança da barragem, conforme determinação do DAEE (Departamento de Águas e Energia Elétrica).

O Balneário Municipal é um dos principais pontos turísticos não só de Rancharia, mas do Oeste Paulista. Portanto, a administração municipal está atenta a todos os reparos, obras e manutenções a serem feitas no local para garantir a segurança dos moradores e turistas.”


i7 Notícias i7 Notícias