Prefeitura prossegue com prevenção ao escorpião

Os acidentes são mais frequentes na primavera e verão, quando há o aumento natural da população de escorpiões em função do período de reprodução, orientam os agentes.



Os acidentes são mais frequentes na primavera e verão, quando há o aumento natural da população de escorpiões 
em função do período de reprodução, orientam os agentes

Os trabalhos de orientação à prevenção do aparecimento e acidentes ao escorpião, que os Agentes de Endemias e Saúde estão realizando nas escolas do município de Paraguaçu Paulista, tiveram continuidade essa semana. 

As EMEF Antônio Mazzei, EMEI Dona Cota, EMEIF Domingos Paulino Vieira, EMEF Coronel Antônio Nogueira, Escola SESI, EMEI Irmã Lúcia, EMEF Professor Célio Siqueira, Lápis de Cor, Escola Estadual Diva Figueiredo da Silveira, EMEI Profª Ruthnea de Cassia Souza e Escola Castelinho, foram as unidades escolares visitadas nesta última semana.

Os agentes conversam com os alunos de até 10 anos, já que as crianças dessa faixa etária são as que mais preocupam devido à letalidade em caso de acidente antes. Os escorpiões são considerados peçonhentos, pois possuem veneno que são transferidos através do ferrão. O quadro clínico do envenenamento pode variar, pois depende de diversos fatores como: a espécie do escorpião, a quantidade de veneno inoculado, a idade e a massa corpórea da vítima, sendo crianças e idosos, o grupo mais vulnerável. Em caso de acidentes, deve-se procurar auxílio médico o mais rápido possível.

Os acidentes são mais frequentes na primavera e verão, quando há o aumento natural da população de escorpiões em função do período de reprodução.

Durante as conversas, os agentes também levam escorpiões em recipientes seguros, para que os alunos conheçam o animal e fiquem mais atentos caso o encontro seja inevitável. As visitas nas escolas continuam durante as próximas semanas.

ÓPTICA JOVEM


i7 Notícias i7 Notícias