Mulheres suspeitas de assassinar idoso encontrado morto dentro de sacos têm prisões decretadas

Segundo a DIG de Marília (SP), o motorista que se recusou a colocar o saco com o corpo no veículo na madrugada de quarta-feira (9) foi intimado para prestar depoimento, mas está em São Paulo (SP).



Polícia identifica homem encontrado morto com sinais de tortura dentro de sacos plásticos - Foto: g1

As duas mulheres suspeitas de assassinarem o idoso encontrado morto com sinais de tortura dentro de sacos plásticos em Marília(SP) tiveram as prisões temporárias decretadas por 30 dias, nesta quinta-feira (10).

Segundo a Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Marília, o motorista que se recusou a colocar o saco com o corpo no veículo na madrugada de quarta-feira (9) foi intimado para prestar depoimento, mas está em São Paulo (SP).

A DIG identificou o homem que foi encontrado morto como sendo o aposentado Donizete Rosa, de 60 anos, natural de Gália (SP). As suspeitas são irmãs, vindas de Minas Gerais, têm 49 e 52 anos, e moravam com o idoso havia algum tempo.

Em depoimento inicial, elas negaram o crime, mas os policiais encontraram nas bolsas delas materiais que estavam envoltos no corpo, como fitas.
 


i7 Notícias