Com alta da Covid, Hospital das Clínicas de Marília suspende visitas a pacientes internados

Medida foi tomada devido ao aumento de pessoas internadas com Covid-19 na unidade. Visitação na UTI continua acontecendo, mas com restrições.



Medida foi tomada devido ao aumento de pessoas internadas com Covid-19 na unidade. Visitação na UTI continua acontecendo, mas com restrições

O Hospital das Clínicas (HC) de Marília suspendeu temporariamente as visitas para pacientes internados na unidade a partir desta quinta-feira (1º). O HC é o hospital de referência para Paraguaçu Paulista, para tratamento de pessoas com Covid-19.

Segundo a instituição, somente pacientes internados na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) poderão receber visitas, em apenas um momento do dia, por no máximo 30 minutos, das 13h30 às 14h. No Hospital Materno Infantil, as visitas ocorrerão das 10h30 às 11h.

Além das visitas, todos os projetos sociais e ações de humanização foram suspensos por tempo indeterminado. A medida foi tomada devido ao aumento de pessoas internadas com Covid-19 no hospital.

A decisão acontece oito dias após a Santa Casa de Ourinhos (SP) restringir visitas à unidade também por causa do aumento do número de internações provocadas pela doença.

Em nota, o HC de Marília informou que a taxa de ocupação da UTI destinada à Covid-19 para adultos apresentou taxa de ocupação de 100% nesta quinta. O índice vem subindo desde a segunda quinzena de novembro, quando a média de leitos ocupados foi de 61%.

Na enfermaria de Covid, os números também preocupam, segundo o hospital. A ocupação média na primeira quinzena de novembro atingiu 41% e, na segunda, subiu para 109%, com picos de 157% de ocupação.

De acordo com o HC, há gestantes e crianças entre os pacientes com Covid. Também houve aumento nos afastamentos de funcionários devido a sintomas respiratórios ou infecções pela doença. “Em média, na última semana, sete funcionários por dia, entre administrativos e assistenciais, testaram positivo e necessitaram de afastamento das atividades”.

“O contexto epidemiológico da Covid durante o mês de novembro sofreu variação e atingiu nível que exigiu a tomada de ações para minimização de impactos”, disse a instituição.

“Dentre as medidas, reiteramos a importância do uso das máscaras na instituição e suspensão das visitas com o objetivo de diminuir a circulação de pessoas. As visitas foram suspensas temporariamente até que haja melhora no contexto epidemiológico. Todas as exceções serão tratadas pontualmente”, informou.


i7 Notícias