Anvisa manda suspender a venda de 28 lotes da Sidra Cereser

Há possibilidade da presença de pequenos fragmentos de vidro na bebida.



Há possibilidade da presença de pequenos fragmentos de vidro na bebida

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) comunicou o recolhimento de 2,2 milhões de garrafas de Sidra Cereser sabor maçã, além de determinar a suspensão da venda e distribuição da bebida. A medida foi tomada na última sexta-feira (29) porque há possibilidade da presença de pequenos fragmentos de vidro na bebida, que podem provocar cortes na boca ou em partes do intestino se ingeridos.  

De acordo com a Anvisa, a empresa CRS Brands Indústria de Comércio, dona da marca, iniciou o recolhimento voluntário das garrafas no último dia 25 de setembro e comunicou a agência reguladora do caso. “Aproximadamente 0,2% dos lotes afetados podem ter sido impactados por alteração dos vasilhames durante o processo de envase, o que levou à transferência de pequenos fragmentos de vidro para o interior das garrafas”, informou a Anvisa. 

No total, serão recolhidos 28 lotes, fabricados em 22/07/2023 e de 16/08/2023 a 02/09/2023. A garrafas são de vidro verde, com 660 ml.  

Lotes:

  • L22 203 742 07 
  • L22 203 743 07 
  • L22 228 751 07 
  • L22 228 752 07 
  • L22 229 752 07 
  • L22 229 753 07 
  • L22 230 753 07 
  • L22 230 754 07 
  • L22 231 754 07 
  • L22 231 755 07 
  • L22 235 756 07 
  • L22 236 756 07 
  • L22 236 757 07 
  • L22 237 757 07
  • L22 237 758 07
  • L22 237 759 07
  • L22 238 759 07
  • L22 238 760 07 
  • L22 241 760 07
  • L22 241 761 07 
  • L22 242 761 07 
  • L22 242 762 07 
  • L22 243 762 07 
  • L22 243 763 07 
  • L22 244 763 07 
  • L22 244 764 07 
  • L22 245 764 07 
  • L22 245 765 07

O que fazer se tenho um lote afetado? 
O consumidor que adquiriu algum dos lotes envolvidos deve entrar em contato com a empresa pelo telefone 0800 702 2517 ou pelo e-mail [email protected] para saber como fazer a entrega para o recolhimento ou substituição. 

Para saber qual é o lote da garrafa, basta verificar na parte superior da embalagem. O lote é impresso na cor preta sobre o lacre dourado, de acordo com comunicado divulgado pela empresa.  

O recolhimento voluntário é feito pela empresa interessada para que a retirada do produto do mercado seja imediata e eficiente. “A CRS Brands pede desculpas pelo ocorrido e reafirma que a qualidade e a segurança são os seus principais compromissos”, diz o comunicado.



i7 Notícias
-->