Ossada humana encontrada em Tarumã é identificada; homem era morador da cidade

Noel Gonçalves do Nascimento, de 53 anos, estava desaparecido deste o dia 29 de outubro



Noel Gonçalves do Nascimento, de 53 anos, estava desaparecido deste o dia 29 de outubro

Foi indentificada a ossada humana encontrada em um terreno baldio, em uma plantação de cana-de-açúcar, próximo ao cemitério de Tarumã.

O exame papiloscópico certificou que a vítima é Noel Gonçalves do Nascimento, de 53 anos, que estava desaparecido deste o dia 29 de outubro, com registro do desaparecimento feito no dia 13 de novembro.

Noel era morador de Tarumã e agora a Polícia Civil segue com as investigações para determinar a causa da morte.

Relembre o caso

Por volta da 11h20 do último dia 12, a Polícia Civil de Tarumã registrou boletim de ocorrência de morte suspeita depois de ter sido encontrado um cadáver na zona rural de Tarumã.

Em um primeiro momento, a Polícia Militar foi acionada por dois homens que encontram uma ossada completa de um cadáver humano em um terreno baldio, próximo ao cemitério de Tarumã. A equipe da Polícia Civil foi, então acionada e apurou que a ossada estava em uma plantação de cana-de-açúcar, sem vizinhos nas proximidades. 


Noel era morador de Tarumã

Foi constatado, ainda, que o cadáver estava em decúbito dorsal, com a perna direita sobreposta sobre a esquerda, com cabelos castanhos na parte traseira do crânio. Diante das condições físicas das vestimentas, não foi possível a identificação. Não foi possível a identificação de ferimentos, visto que o cadáver estava praticamente na ossada, bem como não foi possível a identificação de eventual entrada ou saída de disparo de arma
de fogo. O cadáver tinha uma corrente no pescoço.

Foi acionado o Instituto de Criminalística e o cadáver foi encaminhado ao Instituto Médico Legal para exame necroscópico para identificação da causa da morte, de luva cadavérica para identificação do falecido, coleta de material para futuro confronto de DNA com familiares, coleta de eventual material sob as unhas da vítima e arrecadação da corrente.



i7 Notícias
-->