Menino de 3 anos morre por febre maculosa em Marília; vítima é a 2ª na cidade neste ano

Criança morreu após apresentar sintomas no final de outubro. Menino faz parte da família em que três pessoas apresentaram sintomas semelhantes ao da febre maculosa.



Criança morreu após apresentar sintomas no final de outubro. Menino faz parte da família em que três pessoas apresentaram sintomas semelhantes ao da febre maculosa

A Vigilância Epidemiológica de Marília confirmou, nesta quinta-feira (16), a segunda morte por febre maculosa neste ano na cidade. Três casos já foram confirmados, todos após os moradores circularem pela zona rural do Distrito de Avencas.

A vítima é uma criança de 3 anos que apresentou sintomas e morreu no final de outubro. O resultado positivo foi confirmado por meio de testagem do Instituto Adolfo Lutz.

De acordo com a prefeitura, o menino faz parte da família em que outras duas pessoas também tiveram febre maculosa. Dois deles, incluindo a criança, morreram. O terceiro parente passa bem, informou a prefeitura.

A mãe do menino também apresentou sintomas da doença, mas testou negativo. Com a confirmação da causa da morte do filho, ela deve ser submetida a um novo teste.

O que é febre maculosa
A febre maculosa é uma doença infecciosa causada por uma bactéria transmitida através da picada de uma das espécies de carrapato, o carrapato-estrela.

A doença não é transmitida diretamente de pessoa para pessoa pelo contato. Seus sintomas podem ser facilmente confundidos com outras doenças que causam febre alta. Há no estado duas espécies da bactéria causadora da doença.

Quais são os sintomas?

Conforme o Ministério da Saúde, os principais sintomas são:

  • Febre
  • Dor de cabeça intensa
  • Náuseas e vômitos
  • Diarreia e dor abdominal
  • Dor muscular constante
  • Inchaço e vermelhidão nas palmas das mãos e sola dos pés
  • Gangrena nos dedos e orelhas
  • Paralisia dos membros que inicia nas pernas e vai subindo até os pulmões, causando paragem respiratória

Prevenção

  • Usar roupas claras
  • Usar calças compridas
  • Passar um elástico na calça
  • Se passar em área de risco, fazer uma busca pelo carrapato e removê-lo imediatamente do corpo


i7 Notícias
-->