Fundação Gammon de Ensino - Esapp é reconhecida como entidade filantrópica

Como entidade filantrópica, a FUNGE garante à ESAPP impulso para abertura de novos cursos em graduação e pós-graduação



Como entidade filantrópica, a FUNGE garante à ESAPP impulso para abertura de novos cursos em graduação e pós-graduação. O presidente 
executivo da mantenedora, Ricardo de Paiva Pereira, afirma que as conquistas alcançadas pela instituição são sinônimo da ação em equipe

A Fundação Gammon de Ensino – FUNGE  –, mantenedora da Escola Superior de Agronomia de Paraguaçu Paulista (ESAPP), foi reconhecida como entidade filantrópica perante o CEBAS (Certificação de Entidades Beneficentes de Assistência Social), no MEC (Ministério da Educação).

A notícia foi confirmada pelo presidente executivo da mantenedora, Ricardo de Paiva Pereira, que esteve em Brasília nesta quinta-feira (6), para reunião no Ministério da Educação, junto à Diretoria do CEBAS, por meio de agendamento realizado com apoio de parceiro da ESAPP. 

A finalidade desta reunião foi exatamente a consolidação do reconhecimento da Fundação Gammon de Ensino – FUNGE como entidade filantrópica. “Agora, com tal reconhecimento ministerial, a ESAPP ganha impulso para abertura de novos cursos em graduação e pós-graduação. Com relação à pós, esta provavelmente já terá início no ano de 2024”, informou o presidente executivo Ricardo. 

Além disto, ele esclareceu que o status de entidade filantrópica abarca uma série de outras novidades. “Teremos a possibilidade de recursos federais para investimentos em nossa instituição, que é nosso patrimônio e símbolo de orgulho”, disse. 

“Tenho a certeza de que com este reconhecimento, traremos novos cursos de excelência, além é claro da nossa joia, o curso de engenharia agronômica, já reconhecido com profissionais de excelência pelo Brasil e mundo afora. Sem contar com o aquecimento comercial da cidade que já existe, pois, vários empresários já notaram o aumento de alunos e a busca por eles no comércio local, o que é uma imensa alegria vivenciar estes frutos do trabalho de todos”, pontuou Ricardo.

A visibilidade e a credibilidade da ESAPP foram demonstradas na realização do vestibular para o ano letivo de 2024, no dia 2 de dezembro, com dois concorrentes por vaga. “É uma faculdade que existe há quase 50 anos, coroando um respeito mútuo entre ESAPP e Paraguaçu Paulista. Não é preterido o fato que a ESAPP foi construída com base em doações e apreço dos que habitam Paraguaçu Paulista. A filantropia praticada e reconhecida, traz segurança e incentivo, vislumbrando novos cursos e possibilidades de crescimento, com parcerias efetivas e formadas, como no caso da Usina Cocal”, argumentou o presidente. 

Ricardo disse que as conquistas alcançadas pela instituição são sinônimo da ação em equipe. “Agradeço a todos imbuídos no sucesso do trabalho, como a diretora acadêmica, Cinthia Ribeiro Lourenço, o coordenador de curso da Agronomia, João César Lourencetti, e todos os colaboradores e parceiros da mantenedora”, concluiu.



i7 Notícias
-->