Câmara entra com pedido de cassação do prefeito de Marília


Motivo seria o envolvimento na CPI da Merenda.

 

O presidente da Câmara de Marília deve colocar em votação, na noite desta segunda-feira (28), a instalação de uma comissão processante que deve cassar o mandato do prefeito Mário Bulgarelli. O motivo é o envolvimento do político no pagamento de propina, na contratação da empresa SP Alimentos, que fornece merenda escolar ao município.

Segundo a CPI, a SP Alimentação teria feito repasses de dinheiro aos candidatos a prefeito nas últimas eleições. Em troca, tinha a garantia que venceria a licitação para o fornecimento da merenda.

São citados no relatório final da comissão como beneficiários do suposto esquema, o atual prefeito de Marília, Mário Bulgarelli e o Deputado Federal, Abelardo Camarinho. O atual chefe de gabinete da prefeitura de Marília, Luiz Walter Simões e uma funcionária da Assembleia Legislativa do Estado, também são citados no documento.

Para que a nova comissão seja aprovada são necessários nove votos a favor. Se for aberta, ela poderá levar a cassação do mandato de Mário Bulgarelli.

O prefeito de Marília nega envolvimento no escândalo e disse que irá aguardar a apresentação do relatório na câmara para se manifestar. Já o Deputado Federal, Abelardo Camarinha afirma que já não era mais prefeito da cidade quando o contrato com a empresa foi assinado.

Em nota, a direção da SP Alimentação informou que ainda não teve conhecimento sobre o relatório final da CPI e nega que tenha participado de processo fraudulento.



i7 Notícias
-->