Criança de dois anos é internada em estado grave após ser picada por escorpião

A família da vítima procurou o Pronto Socorro do Município relatando que a filha tinha sido picada no pé por um escorpião marrom. Vitima segue internada



A família da vítima procurou o Pronto Socorro do Município relatando que a filha tinha sido picada 
no pé por um escorpião marrom. Vitima segue internada

Uma criança de apenas dois anos está internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital das Clínicas (HC) de Botucatu depois de ter sido picada por um escorpião. O caso foi registrado na última segunda-feira (4), no Distrito de Piramboia, na zona rural de Anhembi.

De acordo com a Secretaria de Saúde de Anhembi, a família da vítima procurou o Pronto Socorro do Município relatando que a filha tinha sido picada no pé por um escorpião marrom.

Ela foi atendida na unidade e recebeu uma medicação contra mal-estar e vômito. Logo depois, a menina foi transferida em uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência até o HC de Botucatu.

Em nota, a assessoria do HC de Botucatu afirmou que a vítima segue internada na unidade e o estado dela é considerado grave.

O que fazer em caso de picada

Acidentes com escorpiões podem apresentar sinais e sintomas específicos. No acidente leve, o principal sintoma é a dor intensa no local da picada, que pode irradiar para o membro acometido, seguido ou não, por sudorese e taquicardia.

Acidentes de intensidade moderada podem levar o paciente a apresentar agitação, vômitos, sudorese discreta, taquicardia, taquipneia e hipertensão leves. No acidente grave os sintomas se intensificam e se tornam generalizados.

O vômito é o principal sintoma de alerta, principalmente em crianças de até 10 anos. Neste grupo, a gravidade do acidente e a letalidade tendem a ser maiores.

Os responsáveis devem suspeitar de uma picada de escorpião quando a criança apresentar choro intenso, sem causa aparente, e vômito. Neste caso, deve procurar atendimento médico imediatamente e informar a suspeita do acidente com escorpião.

Após uma picada, é recomendado limpar o local com água e sabão, aplicar compressa morna para amenizar a dor, procurar o serviço de saúde mais próximo para receber tratamento para a dor e, se necessário, receber soroterapia adequada.

Além disso, quando possível e desde que não atrase a ida do paciente ao serviço de saúde, isolar o animal com um pote; capturá-lo, vivo ou morto; e levá-lo ao serviço de saúde.

A população e os profissionais de saúde podem consultar os Pontos Estratégicos de atendimento mais próximos no link. Qualquer criança deve ser levada para atendimento médico, mesmo que ainda não apresente sinais e sintomas de gravidade.



i7 Notícias
-->